Perfis andragogicos - Investigação e Análise de Acidentes, Quase-Acidentes e Pré-Acidentes – Fatores Humanos (5.ªed.)

07 novembro 2021
(0 votos)
Author :  

 

Investigação e Análise de Acidentes, Quase-Acidentes e Pré-Acidentes – Fatores Humanos (5.ªed.) – Perfis andragogicos
Ação instrutiva de apoio à Campanha EU-OSHA 202-22 “Locais de trabalho saudáveis – Aliviar a Carga”
O que representa para si a imagem que suporta esta notícia, à luz de fatores humanos em segurança?

Terminamos a realização da análise dos perfis andragogicos dos participantes da 5.ª edição deste curso, composto por um inquérito e por uma entrevista/conversa prévia. Desta forma os conteúdos e técnicas do curso são ajustados mais facilmente às necessidades dos participantes.
O padrão andragogico mostra que os focos são:
- Prática na identificação e no trato das falhas humanas (safety I) em termos do controlo centralizado e dos ajustes comportamentais em termos de adaptabilidade guiada (safety II);
- Casos práticos para as duas abordagens;
- Troca de experiências;
- Aprendizagem através das emoções;
- Ambiente formal.
Tanto em safety I como em safety II, os modelos, ferramentas e técnicas a aplicar na investigação e análise de ocorrências, devem estar alinhadas com o ponto onde as organizações envolvidas se encontram, tanto a nível cultural, como a nível de complexidade, variabilidade e instabilidade. O que é bom para uma organização pode não ser bom para outra, sendo isto verdadeiro para a abordagem safety I ou a abordagem safety II. A punição que tanto se fala ser característica da abordagem safety I deverá ser repensada porque a ciência desde 1953 (Skinner) que provou que a punição não muda comportamentos, apenas os movimenta temporariamente de um sítio para o outro. Se a punição direta foi aplicada aos trabalhadores pelas organizações depois de 1953, numa tentativa de mudança comportamental, esta intervenção é um “achismo” e não é suportado pela ciência. A não punição não é uma coisa nova, é defendida desde os anos 50.
Antes do dia 9 de novembro (início desta ação instrutiva) os participantes estão em modo de aquecimento, ou seja, estão a refletir sobre como interpretar a imagem que suporta esta notícia, à luz de fatores humanos em segurança.
QUE PARTICIPAR? O QUE REPRESENTA PARA SI?

336 Views

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…